23 de setembro de 2016

O salário dos professores e condições de trabalho no Brasil e em outros países




    Daniel Mariani e Rodolfo Almeida 

    23 Set 2016 , Nexo

    No ensino superior, salário do professor brasileiro é comparável ao do professor norueguês. No ensino fundamental, equivale a um terço do salário de um professor dos EUA









    * Observações: Os dados sobre salários dos professores titulares de universidades referem-se às instituições públicas ou privadas que dependem do Estado. No Brasil, os dados referem-se às universidades federais. A OCDE considera como tempo de trabalho dos professores o período de tempo lecionando e também o tempo usado em outras atividades, como correção de provas, preparação de aulas, aconselhamento, etc. Devido à disponibilidade dos dados para o Brasil, o gráfico sobre semanas em aula por ano representa apenas o tempo usado lecionando.
    O estudo considerou os dados dos seguintes países: África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, Chile, China, Colômbia, Coreia do Sul, Costa Rica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estados Unidos, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Índia, Indonésia, Irlanda, Islândia, Israel, Itália, Japão, Letónia, Lituânia, Luxemburgo, México, Noruega, Nova Zelândia, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Tcheca, Rússia, Suécia, Suiça e Turquia. Quando mencionada a Bélgica nos gráficos, foram considerados apenas os dados da Bélgica francófona.
    Fonte: Education at a Glance 2016, OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

    O salário dos professores e condições de trabalho no Brasil e em outros países



      Daniel Mariani e Rodolfo Almeida 

      23 Set 2016 , Nexo

      No ensino superior, salário do professor brasileiro é comparável ao do professor norueguês. No ensino fundamental, equivale a um terço do salário de um professor dos EUA







      * Observações: Os dados sobre salários dos professores titulares de universidades referem-se às instituições públicas ou privadas que dependem do Estado. No Brasil, os dados referem-se às universidades federais. A OCDE considera como tempo de trabalho dos professores o período de tempo lecionando e também o tempo usado em outras atividades, como correção de provas, preparação de aulas, aconselhamento, etc. Devido à disponibilidade dos dados para o Brasil, o gráfico sobre semanas em aula por ano representa apenas o tempo usado lecionando.
      O estudo considerou os dados dos seguintes países: África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, Chile, China, Colômbia, Coreia do Sul, Costa Rica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estados Unidos, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Índia, Indonésia, Irlanda, Islândia, Israel, Itália, Japão, Letónia, Lituânia, Luxemburgo, México, Noruega, Nova Zelândia, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Tcheca, Rússia, Suécia, Suiça e Turquia. Quando mencionada a Bélgica nos gráficos, foram considerados apenas os dados da Bélgica francófona.
      Fonte: Education at a Glance 2016, OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).